A Mão Devota – Santeiros Populares das Minas Gerais nos Séculos 18 e 19

A Mão Devota – Santeiros Populares das Minas Gerais nos Séculos 18 e 19

R$149,90 R$109,90

Sinopse

A mão devota, do pesquisador, professor e artista plástico José Alberto Nemer, é fruto de décadas de análise da escultura sacra de pequeno porte nos séculos 18 e 19, em Minas Gerais. Esta imaginária popular era voltada para as devoções domésticas, integrando-se a oratórios, pequenos altares que todas as casas – de pobres e ricos – costumavam manter. Muitas vezes, pela pequena dimensão, as imagens eram também levadas em viagens. Realizadas por artistas desconhecidos, seus nomes não ficaram registrados em documentos, devido ao conhecido recalque do popular a partir da idade moderna, de que nos falam historiadores como Peter Burke e Carlos Guinzburg em obras já clássicas. No Brasil, também Lúcio Costa, em ensaio magistral, repara: “Convém, no entanto, desde logo reconhecer que não são sempre as obras academicamente perfeitas, dentro dos cânones greco-romanos, as quem de fato maior valor plástico possuem. As obras de sabor popular, desfigurando a seu modo as relações modulares dos padrões eruditos, criam, muitas vezes, relações plásticas novas e imprevistas, cheias de espontaneidade e espírito de invenção, o que eventualmente as coloca em plano superior ao das obras muito bem comportadas, dentro das regras do estilo e do bon ton , mas vazias de seiva criadora e de sentido plástico real. Este livro é também pioneiro ao identificar pelas características formais a obra de 19 mestres mineiros dos séculos indicados.

 

Detalhes técnicos

Ano: 2008 |  Editora: Bem-Te-Vi |  Edição: 1ª
Dimensão: 24,00 x  30,00 x 4,50 cm| Páginas: 368 |  Acabamento: Capa Dura
Idioma: Português/Inglês |  País: Brasil  |  Peso: 2,406 Kg

Em estoque




×
X