Segurança Jurídica e Crise do Mundo Pós-Moderno

Segurança Jurídica e Crise do Mundo Pós-Moderno

Ricardo Dip

R$64,90

Sinopse

Crise pós-moderna da segurança jurídica é “crise tanto da segurança como da juridicidade” – eis o diagnóstico a que chega Ricardo Dip neste seu Segurança jurídica e crise do mundo pós-moderno para, em seguida, vaticinar a solução que deve brotar “de um movimento restaurador nascido da saudade do Absoluto, da lembrança e do desejo de um Fundamento Objetivo para a ética e o direito.”.

Com apresentação de Carlos Nougué (o grande filósofo tomista da atualidade) e prefácios de José Renato Nalini (desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo), Juan Fernando Segovia (catedrático da Universidade de Mendoza, na Argentina) e Miguel Ayuso (catedrático da Universidade Pontifícia Comillas, na Espanha), Segurança jurídica e crise do mundo pós-moderno – em 3ª edição revista, ampliada e definitiva trazida a lume pela Livraria Resistência Cultural Editora – é obra que enriquece sobremaneira as letras jurídicas pátrias e impõe a doutrina de Santo Tomás de Aquino como a verdadeira baliza de toda meditação filosófica e jurídica.

 

 

Apresentação – Carlos Nougué
Prefácios – José Renato Nalini, Juan Fernando Segovia, Miguel Ayuso
Texto das “orelhas” – Victor Emanuel Vilela Barbuy
Projeto gráfico, capa e diagramação – Caroline Rêgo
Assistente de Design – Vangleis Castro

 

Detalhes técnicos

Ano: 2019 |  Editora: Livraria Resistência Cultural Editora   |   Edição: 3ª
Dimensão: 16 x 23 x 1,5 cm   |   Páginas: 192   |   ISBN: 978-85-66418-20-0
Acabamento: Brochura   |   Idioma: Português   |   País: Brasil   |   Peso: 380g

 

 

 

 

AUTOR

 

RICARDO Henry Marques DIP é desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo – de cuja Seção de Direito Público foi presidente durante o biênio 2016/2017 − e professor assistente na Escola Paulista da Magistratura. Foi professor em várias universidades, entre elas, convidado, da Universidade Católica de Buenos Aires. Acadêmico de honra da Real Academia de Jurisprudencia y Legislación. Membro fundador do Instituto Interdisciplinar da Faculdade de Direito da Universidade do Porto e do Centro de Estudos Notariais e Registais (CENoR) da Universidade de Coimbra. Integra os Comitês Científicos da Revista Internacional de Filosofía Práctica e do Instituto de Estudios Filosóficos “Santo Tomás de Aquino”, ambos de Buenos Aires, e da revista Verbo, de Madri. É membro do Conselho Acadêmico da Seção de Filosofia do Direito de El Derecho: Diario de Doctrina y Jurisprudencia, sob a rubrica da Universidade Católica Argentina, e integra a Sociedade Peruana de História. É diretor da Seção de Estudos de Direito Natural do Consejo de Estudios Hispánicos “Felipe II”, de Madri, e membro do Conselho de Redação de sua revista Fuego y Raya. Membro do Centro de Estudos de Direito Natural “José Pedro Galvão de Sousa”, da Academia Brasileira de Direito Registral Imobiliário e da Academia Notarial Brasileira. Mestre em Função Social do Direito, é autor de vários estudos publicados no Brasil e no exterior (Portugal, Espanha, Argentina e Chile). É o atual presidente da União Internacional de Juristas Católicos. Autor de diversas obras, entre as quais Tradição, Revolução e Pós-Modernidade (Campinas: Millenium, 2001), como organizador e co-autor; Crime e Castigo: Reflexões Politicamente Incorretas (Campinas: Millenium, 2002; São Paulo: Editorial Lepanto, 2018, 2ª edição) em colaboração com Volney Corrêa Leite de Moraes Júnior; Los derechos humanos y el derecho natural (Madri: Marcial Pons, 2009); Direito Administrativo Registral (São Paulo: Saraiva, 2010); Prudência Notarial (São Paulo: Quinta Editorial, 2012); Segurança Jurídica e Crise Pós-Moderna (São Paulo: Quartier Latin, 2012); Seguridad Jurídica y Crisis del Mundo Posmoderno (Madri: Marcial Pons, 2016); Notas sobre Notas (e outras Notas) – tomo I (São Paulo: Editorial Lepanto, 2018). É autor do posfácio à reedição de O Estado tecnocrático, de José Pedro Galvão de Sousa (São Luís: Livraria Resistência Cultural Editora, 2018, Obras Reunidas de José Pedro Galvão de Sousa).

Peso 399 kg
Dimensões 160 x 230 mm

Mais Vendidos




×
X